Please reload

Recent Posts

A história de Pedro na música e na arte

June 5, 2017

1/1
Please reload

Featured Posts

A história de Pedro na música e na arte

June 5, 2017

A história de Pedro na música e na arte começou bem cedo. Ainda criança, era fascinado por discos de vinil e sempre que tinha uma chance escutava amigos tocando violão ou ficava escondido atrás do aparelho de som dos DJ’s em festas. Mas não seria até completar 16 anos que tomaria uma decisão que mudaria toda a sua vida: resolver pegar o violão de seu pai. Esse instrumento se tornaria seu companheiro diário, passando a ser parte integral de sua vida para sempre.

 

Aprendeu a tocar violão sozinho e com a ajuda de alguns vizinhos músicos começou a dar os primeiros passos que o levariam a tocar em bares em Niterói, sua cidade natal. Sua curiosidade por aprender mais sobre música era incansável e sua natureza persistente o levou a procurar cursos de música gratuitos onde pudesse aprender a ler e escrever música. Sem ter professor ou poder estudar em aulas formais de música, por falta de aporte financeiro, pediu ao Maestro Hermano para lhe dar uma vaga no coral do colégio Centro Educacional de Niterói. Apesar de não ser aluno da instituição o Maestro reconheceu sua paixão pela música e viu um rapaz obstinado a se tornar músico.

 

Pedro buscava conhecimento onde fosse possível, e levava seu violão para todos os lugares. Sua família tinha receios dessa escolha pois a profissão de músico representava muita insegurança e instabilidade financeira. Esperavam que Pedro tivesse um diploma de curso superior em uma faculdade tradicional e tinham receio que o filho seguisse por um caminho de incertezas. Foram momentos difíceis para um jovem que sonhava em se tornar músico. Iniciou então em 2002 faculdade de Publicidade, mas não se sentia realizado. E em 2003 se transferiu para o curso de Jornalismo. Nesse mesmo ano um acontecimento iria mudar os rumos de sua história.

 

Pelas andanças em bares com amigos, conhecia muitas pessoas, e uma delas, se encantou com a música que ele tocava. Esta senhora notou seu talento e se  ofereceu para custear seus estudos na Escola de Música Villa Lobos, o sonho de Pedro naquele momento.

 

A notícia de que uma pessoa estranha havia lhe oferecido pagar o curso de música, fez sua família concordar em pagar o curso para ele. Para seus pais isso era um indicativo de que Pedro estava realmente determinado a seguir firme com a ideia de se tornar músico.

 

Pedro dedicou-se como pôde ao curso de música, já que fazia aulas noturnas enquanto cursava faculdade de jornalismo durante o dia. Essa vida dupla durou três anos, até ele concluir o curso de música em 2006. Em 2007, ele se concentrou em completar o bacharelado em jornalismo e escrever sua tese de conclusão de curso. Nesse mesmo ano se inscreveu no concurso para o que seria o próximo passo de sua jornada em busca do conhecimento na música: o curso técnico profissionalizante na Escola de Musica Villa-Lobos.

 

Devido a falta de tempo para estudar e se preparar para o exame, não passou na prova. Mas em 2008, após formado como bacharel no curso de Comunicação Social, teve tempo para se preparar para a prova e aí sim obter sucesso. No mesmo ano também seria aceito para cursar um Mestrado em Ciência da Literatura no Departamento de Letras da UFRJ.  Seu coração estava dividido, música e literatura eram as coisas mais importantes em sua vida naquele momento.

 

Dividir o tempo entre essas duas escolas, em áreas tão distintas requeria um esforço sobreumano e Pedro se viu obrigado a tomar uma decisão. Após 6 meses cursando ambos programas, optou por trancar a matrícula do mestrado e decidiu se dedicar exclusivamente a música. Essa notícia não agradou sua família, que via no Mestrado um título de prestígio em uma ótima universidade. Pedro integrou-se a grupos de música e teatro e passou a fazer concertos em salas nobres do Rio de Janeiro. No entanto, após um ano de curso técnico e apenas seis meses de estar se dedicando integralmente a música, sua família o pressionou e exigiu que ele arrumasse um emprego formal para poder se sustentar.

 

Sem apoio, foi forçado a trancar o curso de musica e buscar trabalho.  Trabalhou por um tempo como vendedor de cursos de inglês, mas infeliz e com saudade da música vivia angustiado, buscava uma saída. Um dia, no meio do expediente, uma ligação de seu ex-professor mudaria os rumos dessa narrativa. Recebeu um convite para uma viagem para tocar por 3 dias num festival de Chorinho. Pedro viajou com o grupo de Choro deixando de vez o trabalho de vendedor. Ao regressar de viagem, conseguiu mais trabalhos para tocar na noite e conseguiu alunos particulares de violão.

 

No ano seguinte ele reabriu a inscrição no curso técnico de música, que ele completou em 2010 e ainda venceu o Festival da escola de música como melhor compositor. Com o resultado, naturalmente, as coisas começavam a se encaixar e fluir na direção de viver exclusivamente de música. Pedro foi descoberto por amantes da música e passou a se integrar a cena musical no Rio de Janeiro tocando em vários grupos. Com o curso técnico concluído o próximo passo era entrar para uma faculdade de música. Chegou a se inscrever para a UFRJ e UNIRIO, para cursar em 2011.  

 

Pedro vinha dando aulas particulares de violão e conheceu Tatiana através de um amigo em comum. Tatiana começou a ter aulas e a frequentar seus shows. Depois de algumas semanas estavam bem ligados e decidiram interromper as aulas e formaram um casal. Casaram-se em 2010 e em 2011 mudaram-se para os Estados Unidos, onde Pedro pode dar continuidade aos seus estudos de música, estudaria o Jazz. Embora aceito por grandes faculdades americanas como Berklee e The New School, o custo era muito alto. Procurou uma alternativa, entrou no programa de música geral em City College of New York e se preparou por 1 ano para ser admitido no rigoroso programa de Jazz da universidade.

 

Hoje com dois anos de formado, atua na cena de Nova Iorque como músico e professor. Desde o começo dessa aventura, já se vão quase 20 anos trabalhando e se aperfeiçoando como artista. Pedro escreveu poemas, letras, compôs músicas e arranjos, e selecionou o que há de melhor e mais expressivo de sua criatividade. O resultado é um conjunto refinado e especial para seu primeiro álbum, que trata da preservação do meio ambiente e a manutenção do folclore e história da cultura brasileira. Depois de muito planejamento e determinação temos preparada a campanha de financiamento coletivo, que começa em julho. Queremos que você e todas as pessoas em sua rede de amigos possam ser parte desse processo conosco.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Follow Us

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Search By Tags
Please reload

Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 Pedro Boschi@musicproductions all rights reserved©

  • SoundCloud - White Circle
  • Facebook Clean
  • White YouTube Icon
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon